Exclusivo Aconteceu em 1961 - Quando todos os caminhos iam dar a Lagos

Enviado do DN à Assembleia Geral da ONU dava conta em 1961 de que os países africanos, que à época já tinham conquistado a independência, eram mais do que um quarto dos países representados.

"Todos os caminhos vão dar a Lagos", era o título do artigo do enviado do Diário de Notícias à Assembleia Geral da ONU que decorreu em 28 de novembro de 1961. A então capital da Nigéria simbolizava os novos estados africanos, muitos deles independentes há pouco tempo. Era o caso da Mauritânia que se tinha libertado do colonizador francês em 1960 e cujo presidente Daddah proferiu um discurso "moderado e de bom senso", segundo o jornalista Ayala Monteiro.

Lagos era o contraponto moderno, na década de 1960, a Roma. Simbolizava a nova vaga de estados africanos em que as colónias portuguesas estavam vedadas por vontade de Lisboa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG