Mercado do Rato: quando a solidariedade tenta disfarçar a incerteza
Exclusivo

Isto é Lisboa

Mercado do Rato: quando a solidariedade tenta disfarçar a incerteza

Supermercados e o plano da construção de um estacionamento sufocaram o comércio tradicional no Mercado do Rato que hoje é apenas ocupado por uma instituição social, dois restaurantes e um futuro incógnito.

A maioria dos que passam pela Rua Alexandre Herculano não sabem da existência do Mercado do Rato. São poucos os que se atrevem a descobrir o que existe por lá atualmente: uma loja social e dois restaurantes nos seus 18 mil quadrados - quase o dobro da área do Mercado da Ribeira.

A carne, o peixe e as hortaliças deram lugar à roupa vintage, aos livros e discos. As velhas bancas de mármore estão agora por conta da IPSS Boa Vizinhança de Santo António - a instituição de voluntariado de proximidade que nasceu para unir os moradores da freguesia e que abarca uma série de projetos sociais, ambientais, culturais e económicos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG