Exclusivo O bairro contra o mundo

Se algo caracteriza a voz popular, a que se ouve nas ruas e nos cafés por oposição aos fóruns educados e programas de comentário televisivo, é uma permanente revolta contra o mundo. Aqui no bairro, por exemplo, ninguém está contente com a criação divina - porque as ruas são demasiado íngremes e tudo fica longe, porque faz um calor dos infernos ou um frio de rachar, porque chove ou nunca mais chove, porque o tempo passa e vamos ficando velhos, porque o tempo nunca mais passa e a gente aqui à espera, porque o barulho, porque as doenças, porque as pessoas, porque a vida...


Talvez a queixa seja o derradeiro acto de resistência, uma trincheira filosófica que nos protege do que está mal e devia estar melhor. O bairro dos Anjos está cheio de terroristas anónimos, homens e mulheres insuspeitos que, à socapa, vão suspirando contra tudo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG