Premium Votos indicativos: afinal que Brexit é que os deputados preferem?

Os deputados britânicos assumiram o controlo do debate do Brexit na segunda-feira à noite, mas a primeira-ministra não é obrigada a seguir o que decidirem. Votações vão decorrer nesta quarta-feira com uma segunda ronda entre os favoritos na segunda, podendo pelo meio ser novamente votado o acordo de May.

Depois de rejeitarem por duas vezes o acordo de saída do Reino Unido da União Europeia negociado por Theresa May, os deputados britânicos assumem nesta quarta-feira as rédeas do Brexit e debatem qual deve ser o caminho a seguir. Ontem já tinham sido apresentadas 16 diferentes propostas para os chamados votos indicativos, cabendo ao líder da Câmara dos Comuns, John Bercow, decidir quais é que serão debatidas.

O debate, que deverá ter uma segunda volta na segunda-feira entre as opções mais votadas pelos deputados, poderá ser contudo em vão. Por um lado, a primeira-ministra não é obrigada a aceitar o resultado (os votos são indicativos, não vinculativos). Por outro, há opções em cima da mesa que a própria União Europeia já recusou, nomeadamente se implicarem a renegociação do acordo de saída e do backstop (o mecanismo de salvaguarda para evitar uma fronteira física entre Irlanda do Norte e República da Irlanda).

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG