Premium Startups ficaram sem pai

Foram muitas as vezes em que apresentei João Vasconcelos como o pai da startups em Portugal. Ele era isso mesmo: um pai para muitos empreendedores, que orientava, motivava, a quem abria os olhos, alertava para o que estava errado. Sem medos. Sempre com espírito crítico, com liberdade. A forma livre de falar e de pensar valeu-lhe muitos mais amigos, até de outras cores políticas, do que inimigos.

João foi fundador da Startup Lisboa e deixa saudades no ecossistema dos fazedores, que tanto estimulou e promoveu. Mas deixa saudades também junto da indústria. Do CEO ao operário, sabia dirigir-se a todos, vestir-lhes a pele, sem a arrogância ou a distância a que muitos políticos nos habituaram.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG