Aconteceu em 1950 - O retrato de D. João II era mesmo autêntico

O retrato de D. João II na primeira página do DN deste dia em 1950

Uma gravura até então desconhecida em Portugal confirmava ser aquele o retrato de D. João II, também conhecido como Príncipe Perfeito.

A edição de 27 de maio de 1950 explica que essa gravura se encontrava no Rijksmuseum, em Amesterdão, na Holanda, onde estava referenciado como um rei de Portugal. Nesse sentido, o DN foi comparar com outro retrato que estava exposto no Museu Kunsthistorisches, em Viena, na Áustria, registando uma "semelhança flagrante" que levou a não deixar dúvidas sobre "a afinidade de expressão" nos dois documentos.

Da capa desta edição constava ainda o sétimo capítulo das memórias do duque de Windsor, um exclusivo DN para Portugal, em que ele relata as divergência do rei Jorge V sobre a vida noturna do seu filho.

Era noticiado também que os Estados Unidos, a Grã-Bertanha e a França, os Altos Comissários Aliados, tinham proposto ao comandante soviético e presidente da Comissão de Fiscalização da Alemanha que fossem adotadas medidas para realizar a unidade económica e política da Alemanha. Eram ainda os efeitos da II Guerra Mundial.

Exclusivos

Premium

Alentejo

Clínicos gerais mantêm a urgência de pediatria aberta. "É como ir ao mecânico ali à igreja"

No hospital de Santiago do Cacém só há um pediatra no quadro e em idade de reforma. As urgências são asseguradas por este, um tarefeiro, clínicos gerais e médicos sem especialidade. Quando não estão, os doentes têm de fazer cem quilómetros para se dirigirem a outra unidade de saúde. O Alentejo é a região do país com menos pediatras, 38, segundo dados do ministério da Saúde, que desde o início do ano já gastou mais de 800 mil euros em tarefeiros para a pediatria.