Premium À beira da vitória, dupla Fernández herda uma Argentina em crise

Alberto Fernández, cujo número dois é a ex-presidente Cristina Fernández Kirchner, é o grande favorito à vitória neste domingo. Maus resultados económicos devem custar a reeleição a Mauricio Macri.

Susana SalvadorA única surpresa que pode haver será económica", defendeu o investigador do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa Andrés Malamud. Os argentinos são chamados a votar neste domingo na primeira volta das presidenciais, mas, após a derrota expressiva nas primárias de agosto, as hipóteses de o presidente Maurício Macri conseguir a reeleição são quase nulas. "Há uma probabilidade de 95% de vitória da dupla Fernández na primeira volta, mas o resultado económico ninguém sabe", disse Malamud.

A dupla Fernández de que o investigador fala é a formada por Alberto Fernández, de 60 anos, e Cristina Fernández de Kirchner, de 66. Ela esteve à frente dos destinos do país entre 2007 e 2015, após um primeiro mandato do marido, Néstor Kirchner, surpreendendo tudo e todos quando decidiu candidatar-se apenas a vice. Ele foi chefe de gabinete do casal, rompendo com Cristina em 2008 e tornando-se um dos seus principais críticos. Mas essa história já ficou para trás.
Empréstimo milionário

Ler mais

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG