Premium Auditoria à gestão da GNR. Falta transparência, controlo e militares competentes

"Inúmeras irregularidades" na gestão financeira, "ausência de recursos humanos habilitados", ajustes diretos suspeitos, falta de controlo - são algumas das conclusões da Inspeção-Geral da Administração Interna.

Foi quase uma operação-relâmpago a auditoria da Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) à gestão financeira e de recursos humanos da GNR - a maior força de segurança portuguesa que gere 870 milhões de euros por ano e mais de 23 mil pessoas.

Mas os cerca de quatro meses que os inspetores estiveram a analisar papéis, sistemas informáticos e o controlo feito às contas foram mais do que suficientes para destapar a ponta de um icebergue de uma gestão em que há situações de falta de transparência, militares sem competências para o que estão a fazer e até contratações a levantar suspeitas.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Betinho

"NBA? Havia campos que tinham baldes para os jogadores vomitarem"

Nasceu em Cabo Verde (a 2 de maio de 1985), país que deixou aos 16 anos para jogar basquetebol no Barreirense. O talento levou-o até bem perto da NBA, mas foi em Espanha, Andorra e Itália que fez carreira antes de regressar ao Benfica para "festejar no fim". Internacional português desde os Sub-20, disse adeus há seleção há apenas uns meses, para se concentrar na carreira. Tem 34 anos e quer jogar mais três ou quatro ao mais alto nível.