"Estive 20 minutos no chão a receber pontapés. Foi bater num morto"
Premium

Agressões a árbitros

"Estive 20 minutos no chão a receber pontapés. Foi bater num morto"

Agressores de Fernando Pinto tiveram penas de prisão efetiva, mas esse é caso raro. Desde 2016-17, a APAF contabiliza 118 agressões a árbitros. Só nesta época já se registaram 22.

"É uma coisa que não sai da cabeça. Só me lembro de receber uma pancada e a partir daí apaguei. Estive inanimado no chão 20 minutos, a receber pontapés em todo o lado, pelo que me disseram. Foi bater num morto." Os acontecimentos daquela tarde de 20 de novembro de 2011, em Sobrado, Valongo, são uma "memória recorrente" para Fernando Pinto, antigo árbitro assistente da Associação de Futebol do Porto agredido em campo no final de um jogo entre o Sobrado e o Atlético de Rio Tinto, da 1.ª divisão do Campeonato Distrital do Porto.

"Parti os ossos da cara em três lados; deslocaram-me o maxilar e, durante um mês, só me alimentei a líquidos, eram umas dores... Sofri uma lesão no tornozelo que me obrigou a estar mais de um mês em fisioterapia. Tive um desvio de seis milímetros na vista..." Fernando Pinto ficou muito maltratado, teve de ser transferido de uma ambulância normal para uma do INEM a meio da autoestrada e esteve internado no hospital durante um mês.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG