O padre mais à mão

Entra e senta-se na mesa ao lado da minha, trocamos acenos e um sorriso fugaz. Depois da bica pergunta-me se já li o jornal, respondo que sim e passo-lho para a mão.

Logo um comentário à atualidade, uma gargalhada, uma pergunta; começámos a conversar. Conhecíamo-nos de muitas vistas, a forma mais citadina de desconhecer alguém. Falou da sua vida e eu da minha, contei-lhe um pequeno episódio passado num hospital e, após um silêncio para ganhar balanço, devolve-me uma história terrível, dessas que não se contam a ninguém.

"Só te falei disto porque não te conheço, os estranhos são os padres mais à mão."

Exclusivos

Premium

Espanha

Bolas de aço, berlindes, fisgas e ácido. Jovens lançaram o caos na Catalunha

Eram jovens, alguns quase adultos, outros mais adolescentes, deixaram a Catalunha em estado de sítio. Segundo a polícia, atuaram organizadamente e estavam bem treinados. José Manuel Anes, especialista português em segurança e criminalidade, acredita que pertenciam aos grupos anarquistas que têm como causa "a destruição e o caos" e não a luta independentista.