Premium Bomba na Irlanda do Norte é alerta sobre o Brexit?

Carrinha-bomba explodiu, no sábado à noite em Londonderry, na Irlanda do Norte. Quatro suspeitos foram presos. Incidente surgiu numa altura de grande discussão sobre o backstop e a fronteira entre as duas Irlandas no pós-Brexit, mas governo de Theresa May afirma que nada tem que ver com a incerteza sobre a saída do Reino Unido da UE.

Sábado à noite. Uma carrinha de distribuição de pizas, armadilhada com explosivos, explodiu em Londonderry, zona fronteiriça entre a Irlanda do Norte (parte do Reino Unido) e a República da Irlanda (Estado membro da UE). A polícia foi avisada minutos depois de a viatura ter sido abandonada numa rua da cidade com o mesmo nome e fez detonar o veículo-bomba a tempo. Embora as câmaras de videovigilância tenham captado imagens de um grupo de jovens a passar junto à carrinha pouco tempo antes, não houve registo de quaisquer vítimas relacionadas com o incidente.

Domingo à noite. Autoridades anunciaram a detenção de quatro homens, entre os 32 e os 42 anos. São suspeitos de pertencer ao IRA Verdadeiro, uma dissidência do Exército Republicano Irlandês (IRA), que não aceita o Acordo de Sexta-Feira Santa, assinado a 10 de abril de 1998 pelos governos britânicos e irlandês, pondo fim a décadas de conflito sangrento entre republicanos (que defendem a unificação da ilha da Irlanda) e unionistas (que defendem a união ao Reino Unido). O balanço desse conflito, cujas feridas têm vindo a sarar de forma muito lenta, é de mais de 3500 mortos.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG