Premium Será desta que o recorde da maratona baixa das duas horas?

Atleta queniano vai procurar tornar-se o primeiro homem a completar os 42,2 quilómetros abaixo de duas horas este sábado. O cenário será em Viena, na Áustria. Carlos Lopes, campeão nos Jogos Olímpicos de 1984, diz que "é um desafio à força humana".

Cinquenta anos depois de o homem ter ido à Lua, uma nova prova de superação da humanidade, mas em menor escala, poderá estar prestes a ocorrer. Neste sábado, o detentor das duas melhores marcas mundiais da maratona (2:01:39 horas no ano passado em Berlim e 2:02:37 neste ano em Londres), campeão olímpico na distância e vencedor de oito majors, o queniano Eliud Kipchoge, terá tudo a seu favor para se tornar o primeiro homem a completar os 42,2 quilómetros abaixo de duas horas. Uma marca que até hoje, apesar de várias tentativas, nunca ninguém conseguiu.

O fundista de 34 anos vai ser o protagonista do projeto INEOS 1:59 Challenge, em Viena, cidade escolhida a dedo para a ocasião por ter estradas largas e planas, a longa reta de 4,3 km de Hauptallee que será percorrida várias vezes, ar fresco e saudável devido ao clima local e à proximidade de muitas árvores. E ainda um fuso horário de apenas três horas de diferença em relação ao local de treinos do atleta no Quénia. O desafio está agendado para este sábado - a hora do tiro de partida será confirmada esta sexta-feira - e Kipchoge já chegou à capital da Áustria, para onde viajou na noite de segunda-feira.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG