Premium Neurociência, sensibilidade e exigência. Quem é o treinador no caminho de Jesus

Marcelo Gallardo foi um grande jogador do River e tornou-se um treinador ainda melhor. Preparou-se dois anos para o cargo que ocupa desde 2014 e recorreu à ajuda de um médica para trabalhar o cérebro dos jogadores.

Marcelo Gallardo, 43 anos, mudou a história do River Plate. Desde 2014 no cargo, o treinador argentino conseguiu recuperar o histórico clube de Buenos Aires do trauma sofrido com a inédita descida à segunda divisão argentina em 2011. Sob o comando de El Muñeco, como é conhecido, os milionários conquistaram seis títulos continentais - duas Taças dos Libertadores, uma Taça Sul-Americana e três Supertaças. E neste sábado (20.00) tem a oportunidade de somar mais uma Libertadores ao currículo, na final contra o Flamengo de Jorge Jesus. Ele é a alma do River Plate, o Napoleão, como é carinhosamente tratado devido à sua liderança e à baixa estatura.

Filho de um pedreiro e de uma auxiliar de idosos, a carreira de Gallardo como futebolista (atuava médio ofensivo) foi quase toda passada no River Plate, clube onde começou e pelo qual teve três passagens (jogou também, entre outros, no Mónaco e no PSG). No seu último ano de carreira como profissional de futebol representou o Nacional, do Uruguai, e quando pendurou as botas ofereceram-lhe o cargo de treinador. Aceitou.

Ler mais

Exclusivos