Exclusivo Aconteceu em 1965 - Malcom X é assassinado em Nova Iorque

Há 55 anos, Malcom X, ativista dos direitos cívicos, era assassinado "em plena cidade de Nova Iorque", noticiava o DN na edição de 22 de fevereiro de 1965. Mas foi a morte de 28 crianças em Luanda que ocupou neste dia a primeira página do jornal.

"Em plena cidade de Nova Iorque" era assassinado Malcom X, o líder "da integração racial", noticiava o DN na sua edição de 22 de fevereiro de 1965. O ativista dos direitos cívicos nos EUA tinha 39 anos quando foi morto com 16 tiros de caçadeira.

Há 55 anos, Thomas Hagan, autor confesso do homicídio, disparou na direção de Malcom X quando este subia ao palco do Audubon Ballroom, em Nova Iorque, para discursar. Na primeira fila estavam as filhas e a mulher grávida de um dos líderes mais influentes do movimento pelos direitos cívicos dos EUA.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG