Exclusivo "O Guia Michelin é o mais importante do mundo e não tenho dúvidas da sua imparcialidade"

O chef basco Eneko Atxa viu o seu restaurante Eneko Lisboa receber uma estrela Michelin, pouco mais de um ano após a abertura. Em conversa com o DN, Eneko sublinha o respeito pela cultura gastronómica portuguesa e confessa o seu gosto pelo bacalhau.

No dia em que foram anunciadas as novas estrelas Michelin em Portugal, a atenção foi quase toda para o mediático chef Ljubomir Stanisic e o seu restaurante 100 Maneiras. Mas o evento da Michelin, que neste ano ficou cingido a uma emissão online por causa da pandemia, anunciou outro nome a entrar no Guia Michelin em Portugal: Eneko Atxa e o seu restaurante em Alcântara, Lisboa.

Para os especialistas e conhecedores da gastronomia, o chef basco que já trazia cinco estrelas na bagagem era uma quase certeza. Desde outubro que, em parceria com o Penha Longa, tomou conta do espaço onde durante anos foi o Alcântara Café.

É lá que o agora "estrelado" Eneko Lisboa, de alta-gastronomia, paredes-meias com o Basque, restaurante de tapas também do mesmo chef, se dá a conhecer ao público português - dentro dos possíveis de uma pandemia.

Já em outubro de 2019, o chef de 43 anos dizia ao DN que apesar dos seus outros restaurantes no País Basco - onde se inclui o 3 estrelas Azurmendi - Londres e Tóquio - o restaurante de Lisboa teria em conta os produtos portugueses. "Não queremos um franchising", disse. A aposta parece estar ganha, pelo menos para o famoso guia vermelho dos pneus Michelin. Em conversa com o DN sublinha a admiração pela diversidade e a cultura gastronómica portuguesa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG