Premium Israel dividido politicamente mas com um inimigo em comum: o Irão

Os israelitas arriscam ir pela terceira vez às urnas num ano por falta de acordo entre Netanyahu e Gantz para a formação de governo. Apesar das divergências, ambos os políticos estão unidos no apoio aos ataques contra alvos iranianos na Síria.

O prazo para o líder da aliança Azul e Branco, Benny Gantz, conseguir um acordo para formar governo em Israel acabou à meia-noite (22.00 de quarta-feira em Lisboa). Tal como Benjamin Netanyahu antes dele, o líder da oposição não teve sucesso na tarefa e isso significa que os israelitas estão mais próximos de voltar às urnas pela terceira vez no espaço de um ano.

A falta de acordo interno entre ambos e o limbo político em Israel não significa divisão a nível externo, com união diante do inimigo: o Irão. Os militares israelitas atacaram posições iranianas na Síria, após terem sido disparados vários rockets desde este país (em guerra civil há mais de oito anos) em direção ao norte de Israel.

Ler mais

Exclusivos