Premium Uma questão de ADN: Mick Schumacher, o próximo filho de campeão nas pistas da F1?

A pressão de carregar nas pistas o apelido de um campeão não impede muitos pilotos de tentar seguir o caminho dos pais. Há histórias de sucesso, mas também grandes desilusões.

Resguardado em ambiente de grande secretismo desde o acidente de esqui que sofreu nos Alpes franceses no final de 2013, não se sabe se Michael Schumacher tem ou não consciência da carreira que o filho Mick tem percorrido no mundo das corridas de automóveis nos últimos anos - e que o levaram a assinar contrato com a Ferrari por estes dias, com o sonho da Fórmula 1 no horizonte.

Sabe-se, sim, que não era esse o cenário preferido pelo heptacampeão de F1 para o futuro do filho. Disse-o ainda antes desse trágico domingo de esqui na estância de Meribel, questionado um dia sobre a possibilidade de Mick querer seguir-lhe o rasto nas pistas. "Preferia mantê-lo afastado das pistas, talvez num campo de golfe. Pude ver com Jacques Villeneuve ou com Damon Hill, e até com o meu irmão Ralf, o peso que um apelido pode ter", justificou Michael, o recordista de títulos na história da Fórmula 1.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG