Exclusivo Os 367 votos

Dilma Rousseff foi presidente do Brasil de 2011 a 2016, ano em que a Câmara dos Deputados, por uma maioria de 367 parlamentares, votou pelo seu impeachment - causou furor, entre os votos, aquele dedicado a Carlos Brilhante Ustra, infame torturador durante a ditadura militar, inclusivamente de Dilma, por um até então apenas folclórico deputado chamado Jair Bolsonaro.

Ora Dilma, apesar de justamente criticada pelo todo do seu penoso consulado, foi elogiada por aprovar, logo no seu primeiro ano de gestão, a Lei de Acesso à Informação, que permite a qualquer pessoa requisitar e obter todos os documentos públicos que não estejam sob sigilo. Um passo de gigante rumo à transparência, escreveu-se.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG