Francisco Martins é jesuíta há 15 anos e vive há três em Jerusalém. É uma cidade de que gosta muito,
Premium

Jerusalém

Jesuíta português celebra missa de Natal onde anjos terã anunciado o nascimento de Cristo

Francisco Martins tem 36 anos. Estudou Filosofia, Teologia, Filologia e História Antiga, agora faz doutoramento em Bíblia e Antigo Testamento em Jerusalém. Na noite de 24 vai estar no Campo dos Pastores a celebrar o Natal

Dia 24 de dezembro, terça-feira, véspera de Natal, ano 2019. Às 19.00 de Jerusalém, 17.00 de Lisboa, Francisco Martins, um jesuíta português de 36 anos, parte de autocarro com um grupo de peregrinos franceses com destino a Belém, a cidade onde Jesus Cristo nasceu. São cerca de sete quilómetros de distância, entre eles um checkpoint militar israelita, obrigatório à entrada de qualquer território palestiniano mas que, nesta altura do ano, "até facilita a passagem a peregrinos e a turistas" que ali vão assistir às celebrações de Natal.

Não é a primeira vez que Francisco Martins, na Companhia de Jesus há 15 anos e sacerdote há quatro, fará este caminho. Noutros anos, já o fez a pé, sozinho, como peregrino, e em pouco mais de duas horas. Em 2019, o terceiro em que vive em Israel, o caminho poderá parecer menos longo, mas o destino será o mesmo: o Campo dos Pastores, em Beit Shaour, mais ou menos a 2,5 km da cidade de Belém. Foi aqui que os anjos, segundo a Bíblia, anunciaram ao mundo o nascimento de Jesus. E é aqui que, quando forem 21.00 em Jerusalém e 19.00 em Lisboa, o padre Francisco celebrará a missa de Natal, numa das nove grutas que hoje preenchem aquele campo e que foram recuperadas ao longo do tempo pelos franciscanos.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG