Exclusivo Nós e o Tempo

Recordo-me de ser criança e de o tempo ser uma massa grande e escura que demorava a passar. Lembro-me de contar os dias para poder ir à praia, as horas para brincar, os minutos para os desenhos animados. Queria ser grande e contava os anos que faltavam para ter uma mota (que nunca vim a ter), para saber as coisas que os maiores sabiam, para viajar, ter namoradas e sair à noite.

Um dia, quando me aposentar, sei que voltarei a ter tempo, demasiado tempo, horas e dias que terei de matar à força de passeios, jogos de cartas e jantaradas várias.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG