Premium "Sánchez foge como o diabo da cruz do apoio dos independentistas"

Filipe Vasconcelos Romão, analista político: "Sánchez está a brincar com o fogo (...) A estratégia é dar importância ao Vox, para retirar relevância e votos ao PP, mas pode estar a criar um monstro."

sondagens que mostram que Pedro Sánchez poderá não precisar dos independentistas catalães para governar. É o melhor cenário para os socialistas?
Sánchez está a apostar na divisão da direita porque quanto mais dividido estiver esse eleitorado menos provável é uma maioria de direita, algo longe de poder ser excluído. Para Sánchez, é muito mais confortável depender apenas do Podemos e do Partido Nacionalista Basco. Sánchez foge como o diabo da cruz do apoio dos independentistas, sobretudo de [Carles] Puigdemont, do Junts per Catalunya, mas também da Esquerda Republicana da Catalunha [ERC], porque isso beneficia o discurso da direita de o associar ao que consideram um golpe de Estado. A posição mais confortável é depender apenas do Podemos, uma vez que o Ciudadanos já disse que não quer governar com o PSOE, e do Partido Nacionalista Basco.

Apesar de serem nacionalistas, não representam o perigo dos catalães...
Já tiveram em tempo, mas neste momento está totalmente excluída qualquer deriva desse género no País Basco. Enquanto não tivermos o resultado das últimas sondagens, e é preciso ver que na última semana de campanha não se podem fazer sondagens, enquanto não tivermos o debate de segunda ou terça-feira, sem o Vox porque a Junta Eleitoral não o permitiu, não saberemos mais. O que realçaria nesta etapa é que Sánchez foge de qualquer associação com o nacionalismo catalão porque isso permite à direita o crescimento do nacionalismo espanhol e um discurso que o associa a quem pôs em causa o Estado espanhol.

Ler mais

Exclusivos