Premium Twitter

Não sei já em que dia desisti de regressar ao Twitter, não como decisão derradeira, final, mas como sinal de falta de entusiasmo. Mas sei que desde esse dia, e já lá vão largas semanas, porque a última coisa que ali escrevi foi em agosto, não encontrei qualquer motivo ou ânimo para voltar.

Não se trata, repito, de uma qualquer decisão, de uma espécie de abjuro, mas talvez de um desconforto, como se a experiência exigisse aclimatação, e esta não fosse indolor, oportuna, e assim se tornasse dispensável, sujeita a procrastinação. E assim tenho procrastinado desde agosto, sem o redemoinho que acompanha o viciado em carência, absolutamente confortável nessa ausência. Não voltei lá.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG