Premium 39 golos por época. O desafio de Ronaldo para ser o melhor marcador da história

O avançado português, atualmente com 700 golos, tem contrato com a Juventus até ao verão de 2022. Se até lá marcar mais 106, ultrapassa o recorde de Josef Bican e deixa pelo caminho Pelé, Romário, Puskas e Müller.

Ronaldo tem possibilidades reais de se tornar o melhor goleador de sempre da história do futebol? A resposta é sim, é possível, mas para isso o avançado da Juventus e capitão da seleção nacional terá de conseguir, pelo menos até 2022 (data em que termina o contrato com a Juventus), uma média de 39 golos por época, numa altura em que já terá 37 anos. Um número possível de alcançar, até porque desde 2010 apenas uma vez falhou esta marca, precisamente na temporada passada, quando terminou com 31 golos. Se fizermos a média apenas das últimas três épocas, Ronaldo regista 45 golos por temporada.

Neste momento, Cristiano Ronaldo tem 700 golos apontados (ao serviço de clubes e seleção A), uma marca alcançada ao serviço de Portugal, na segunda-feira, na derrota com a Ucrânia, em jogo relativo ao apuramento para o Euro 2020. Partindo do princípio de que se manterá no ativo até ao verão de 2022, ano em que termina o vínculo com a Juventus, CR7 tem esta época (em que já leva 11 golos marcados) e mais duas para tentar ultrapassar os cinco futebolistas que estão à sua frente no ranking dos melhores marcadores de sempre do futebol mundial. E, além das competições de clubes, poderá estar presente em dois torneiros de seleções - o Euro 2020 e o Mundial 2022 no Qatar.

Ler mais

Exclusivos