Premium Aconteceu em 1964 - O rio foi cruzado de margem a margem

Neste dia, o Diário de Notícias dava conta do teste feito à ponte sobre o Tejo, da instauração do inquérito à maior catástrofe ferroviária nacional, 85 mortos e 127 feridos.

Em manchete, o DN noticiava que o ministro das Obras Públicas tinha percorrido o passadiço estendido da ponte sobre o Tejo. O ministro foi acompanhado pelo engenheiro Canto Moniz, diretor do gabinete da ponte sobre o Tejo, com eles uma comitiva de jornalistas que testaram a passagem do rio de margem a margem mas a 85 metros de altura.

Sobre a maior catástrofe ferroviária, que resultou em 85 mortos e 127 feridos, o DN revelava que "o motorista da automotora de Custóias foi suspenso e vai a tribunal".

Ler mais

Exclusivos