Aconteceu em 1910 - D. Afonso presta juramento como herdeiro do trono

DN de 19 de março de 1910 noticiou a cerimónia de juramento de D. Afonso como herdeiro do trono português.

"Como estava determinado realizou-se ontem a cerimónia de juramento de sua alteza o senhor D. Afonso como herdeiro do trono da nação portuguesa", assim começava a notícia que dava conta, sete meses antes da queda da monarquia em Portugal.

A cerimónia decorreu na Sé e o infante D. Afonso foi em cortejo pela ruas de Lisboa, num dia de sol. Jurou "manter a religião católica apostólica-romana, observar a constituição política da nação portuguesa e ser obediente às leis e ao rei". Após a cerimónia, em que também discursou o rei D. Manuel, o cortejo fez o percurso inverso por ruas com muito povo até ao Palácio das Necessidades. À noite, no Teatro de São Carlos houve espetáculo de gala, com muitos convidados.

O infante D. Afonso, duque do Porto, era filho do rei D. Luís e de dona Maria Pia e era sobrinho do monarca D. Manuel II, coroado após o assassínio de D. Carlos I, irmão de D. Afonso, em 1908.

Exclusivos