Premium Uma capital a meio gás para a entrada no 3.º ano da era Trump

Quase um mês de shutdown tirou as carrinhas de comida do Mall e deixou os turistas à porta dos museus. Por ali, uns acham que o próximo presidente será mulher, outros que Trump não se recandidata.

Gorros, luvas e casacões, fitas verdes ao pescoço com os nomes, um grupo de alunos ignora a espessa camada de neve que as cobre e continua a subir e a descer as escadas do Monumento a Lincoln, no final do Mall, a enorme alameda de Washington. Ao todo, são 250. Vieram da Florida em cinco autocarros e para a maioria é a estreia na capital federal dos EUA. "O shutdown? Não, não nos está a incomodar nada. Mas acabámos de chegar", garante Mary Nann, uma das professoras que acompanham o grupo. Trazer os alunos a Washington é uma velha tradição, explica, ela também de fita verde ao pescoço. Sobre política prefere não falar muito, mas admite que este terceiro ano da era Donald Trump, que começa neste domingo dia 20, promete ser "interessante". E segue para junto dos alunos, que começam a juntar-se para uma fotografia de grupo na escadaria, com o espelho-de-água, o obelisco do Monumento a Washington e, mais ao fundo, o Capitólio como cenário.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Legionela

Maioria das vítimas quer "alguma justiça" e indemnização do Estado

Cinco anos depois do surto de legionela que matou 12 pessoas e infetou mais de 400, em Vila Franca de Xira, a maioria das vítimas reclama por indemnização. "Queremos que se faça alguma justiça, porque nunca será completa", defende a associação das vítimas, no dia em que começa a fase de instrução do processo, no tribunal de Loures, que contempla apenas 73 casos.