Premium Razões clínicas reais ou "atestados médicos fake"? Bolsonaro falha quarto debate

Ausências, supostamente por razões médicas, tornaram-se um dos principais temas de campanha. "Ele é cobarde", acusa o PT. "Debater com o Haddad? Ele é um fantoche", respondeu o candidato do PSL.

Depois da TV Bandeirantes, no dia 11, da TV Gazeta, no dia 14, e da Rede TV, no dia 15, hoje é a vez de o SBT ficar com um vácuo na sua grelha televisiva por conta do cancelamento do debate entre os candidatos à presidência Jair Bolsonaro e Fernando Haddad. O motivo é o mesmo do dos três cancelamentos anteriores: o presidenciável do PSL não comparecerá a conselho dos seus médicos, ainda na sequência da facada que levou a 6 de setembro num evento de campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais. Os debates, ou a falta deles, tornaram-se por isso um tema de campanha.

Uma nova avaliação médica está prevista para amanhã, segundo Bolsonaro. A partir daí ficará definido se o líder das sondagens, com 59 pontos, de acordo com a pesquisa do Instituto Ibope divulgada na segunda-feira, poderá participar nos dois debates que faltam no calendário, no domingo na TV Record e no dia 26, antevéspera das eleições, no da TV Globo.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG