Premium Miguel Oliveira: "O hino é aquilo que verdadeiramente dá sentido à corrida"

Piloto de Almada tem 23 anos e prepara-se para correr entre a elite mundial do motociclismo. É o primeiro piloto português a chegar ao MotoGP e não esconde a ambição: quer ser campeão do mundo. Corre pela KTM Tech 3, espera chegar à frente do ídolo (Valentino Rossi) muitas vezes e deseja o regresso dos grandes prémios a Portugal. O caminho até chegar ao topo foi motivo de conversa com DN.

Começando pelo MotoGP. Como foram os primeiros testes como a nova moto?

A maior diferença é a atenção mediática. A este nível há muito mais coisas a acontecer fora da pista. Estar no MotoGP é por si só fantástico e difícil. Existe uma fase de adaptação àquilo que é a condição física necessária, o aprender os aspetos mais técnicos para poder andar rápido sem saltar passos. Estamos a tentar que este período de adaptação seja o mais curto possível.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG