Premium Da mudança da hora à cláusula-passarela: saiba as alterações anunciadas no Parlamento Europeu

Hora de verão ou de inverno, gigantes tecnológicos obrigados a retribuir pelos direitos de autor, redução de desperdício de plásticos... Além do discurso sobre o estado da União, a sessão plenária de setembro do Parlamento Europeu teve uma produção legislativa importante e que implica com a vida dos cidadãos.

De relógio de parede na mão, uma deputada galega foi a voz, em português, pela adoção da mesma hora legal existente no Reino Unido e em Portugal.

"11.50, hora de Estrasburgo, 10.50 em Portugal, na Irlanda ou nas ilhas Canárias. A proposta de mudança da hora apresentada hoje pelo senhor Juncker é uma oportunidade para países que têm um fuso horário que não está adaptado ao meridiano de Greenwich. Este horário foi proposto pelo franquismo para adaptar a hora à Alemanha nazi. É tempo de mudar", disse Ana Miranda, do Bloque Nacionalista Galego, que, à falta do galego como língua oficial, pratica o português.

Ler mais

Exclusivos