Venda de homeopáticos sobe 500%. "É como receitar copos de água", alertam médicos
Premium

Saúde

Venda de homeopáticos sobe 500%. "É como receitar copos de água", alertam médicos

É estimado que existam cerca de cem mil pessoas a consumir medicamentos homeopáticos em Portugal. Entre 2010 e 2018, as vendas aumentaram quase 500%, de 73 600 para 347 778 caixas.

Há cerca de 25 anos, uma mulher procurou a ajuda do médico António Vaz Carneiro, depois de dois anos a ser seguida por um homeopata devido a uma lesão na mama. "Quando veio ter comigo, já não a consegui salvar. Morreu meses depois com cancro da mama", recorda o diretor do Centro de Estudos de Medicina Baseada na Evidência (CEMBE). Se tivesse procurado um médico quando detetou o problema, o investigador acredita que a mulher - engenheira, de 30 anos, mãe de três crianças - não teria morrido devido ao cancro. "Este caso marcou-me profundamente. E uma parte significativa dos médicos tem casos destes", diz ao DN o especialista em Medicina Interna, Nefrologia e Farmacologia Clínica.

Mais de duas décadas depois continuam a surgir denúncias de mortes de doentes relacionadas com o uso de terapêuticas não convencionais. Joaquim Bosch, oncologista espanhol, foi um dos médicos que em 2018 revelou ter recebido uma mulher no Hospital Universitário Dr. Josep Trueta, em Girona, com uma mama "totalmente podre" devido a um cancro bastante agressivo, que estaria a ser tratado com produtos homeopáticos. Um entre vários casos tornados públicos, que levaram a que o governo espanhol solicitasse a Bruxelas a alteração das leis relativas a esta terapia alternativa, nomeadamente no que diz respeito à utilização do termo "medicina homeopática". Mas o pedido foi negado em dezembro do ano passado.

Ler mais

Exclusivos