Exclusivo Mil e Seis Maneiras de Recordar o Paraíso

"Derrota de Espanha Assina a Certidão de Obito do Tiki-Taka"; "Mundial da Rússia: O Funeral do Futebol de Posse"; "Espanha: Suicídio Por Mil Passes"...

"Derrota de Espanha Assina a Certidão de Obito do Tiki-Taka"; "Mundial da Rússia: O Funeral do Futebol de Posse"; "Espanha: Suicídio Por Mil Passes"...

A frequência e magnitude de resultados anómalos no Mundial 2018 foi (ou pareceu) de tal ordem que a eliminação da Espanha, não passando propriamente despercebida, acabou por diluir-se no caudal. Os títulos acima - surgidos em jornais internacionais a seguir à derrota com a Rússia - escreveram-se praticamente sozinhos, mas há algo contido, moderado, e até reciclado na generalidade das reacções. Andamos há tantos anos a ensaiar obituários ao período de hegemonia futebolística do Espanhelona que o exercício já só implica a ligação automática de meia dúzia de ideias, como passes inócuos trocados entre defesas-centrais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG