Premium "A CPLP pode apoiar Moçambique a nível militar"

Maria do Carmo Silveira, 58 anos, secretária executiva da CPLP, acredita que a Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa vai sair "reforçada" da cimeira que decorre em Santa Maria, na ilha do Sal, Cabo Verde, terça e quarta-feira.

Espera do encontro um compromisso reforçado da Guiné Equatorial com a abolição da pena de morte. Sobre os ataques "terroristas" no norte de Moçambique, lembra que pode haver ajuda militar àquele país por parte dos Estados membros

Que balanço faz do seu mandato?
O mandato só termina a 31 de dezembro. Eu diria que um mandato de dois anos é um período bastante limitado para se fazer coisas mas a minha nomeação coincidiu com a adoção pela CPLP de uma nova visão estratégica na última cimeira de Chefes de Estado. Uma das minhas prioridades foi a de contribuir para a operacionalização dessa visão estratégica.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ferreira Fernandes

A Europa, da gasolina lusa ao palhaço ucraniano

Estamos assim, perdidos algures entre as urnas eleitorais e o comando da televisão. As urnas estão mortas e o nosso comando não é nenhum. Mas, ao menos, em advogado de Maserati que conduz sindicalistas podíamos não ver matéria de gente rija como cornos. Matéria perigosa, sim. Em Portugal como mais a leste. Segue o relato longínquo para vermos perto.Ontem, defrontaram-se os dois candidatos a presidir a Ucrânia. Não é assunto irrelevante apesar de vivermos no outro extremo da Europa. Afinal, num canto ainda mais a leste daquele país há uma guerra civil meio instigada pelos russos - e hoje sabemos, como não sabíamos ainda há pouco, que as guerras de anteontem podem voltar.