Premium Portugal à beira do apuramento mais precoce de sempre. Sem milagres nem calculadoras

Se a seleção nacional vencer a Ucrânia e a Sérvia não ganhar na Letónia, será a primeira vez que é garantido um apuramento para uma fase final ainda com dois jogos por disputar. Um oásis numa história feita de sofrimento da equipa das quinas.

Não é fácil, mas é possível. A seleção nacional poderá conseguir nesta segunda-feira, em Kiev, o apuramento mais precoce de sempre para a fase final de uma grande competição. É que nunca nas 13 qualificações alcançadas a equipa das quinas chegou ao penúltimo jogo já com o passaporte garantido. E é isso que pode ser conseguido agora, em caso de vitória frente à Ucrânia, embora a festa só possa ser feita se a Sérvia não conseguir vencer na Lituânia.

Não depende apenas da equipa de Fernando Santos, selecionador que tem sido especialista em quebrar barreiras, sobretudo no que à conquista de títulos diz respeito, pois foi com ele que a equipa das quinas conquistou os dois únicos títulos da sua história: o Europeu de 2016 e a Liga da Nações já neste ano.

Ler mais

Exclusivos