Premium Fabio Chalub: "A matemática ajuda a salvar muitas vidas"

Celebra-se hoje pela primeira vez em todo o mundo e a data 14 de março não foi escolhida por acaso. Aproximar a matemática do grande público e mostrar como esta ciência está em todo o lado e em tudo o que fazemos é o objetivo deste dia.

"A matemática está em toda a parte" é o tema do Dia Internacional da Matemática, que se celebra hoje pela primeira vez. 14 de março escreve-se na nomenclatura anglo-saxónica 3/14, os primeiros algarismos da expansão decimal do número pi, um número especial para os matemáticos. Onde encontramos a matemática, disciplina temida por tantos alunos portugueses, mas que faz parte da nossa vida mesmo quando não damos por isso, foi o ponto de partida para a conversa com Fabio Chalub. O brasileiro português, vice-presidente da Sociedade Portuguesa de Matemática, presidente do Departamento de Matemática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, onde leciona desde 2005, foi o único matemático português a fazer parte da comissão que criou com a UNESCO o Dia Internacional da Matemática.

"A matemática está em toda a parte" é o tema do primeiro Dia Internacional da Matemática. Está em toda a parte como?
Haverá um tema em cada ano e o tema definido para este primeiro ano, até pela carga simbólica, foi esse, para mostrar que a matemática está em todos os lugares, até nos menos óbvios e mais inesperados. Alguns dos eventos que tínhamos preparado e que foram cancelados por causa do covid-19 eram sobre música, que tem uma relação muito forte com a matemática, sobre história e os calendários, sobre as calçadas de Lisboa e os seus padrões de simetria, havia concursos de piemas - poemas que ajudam a memorizar o decimal do pi.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG