Portugal em força na Liga Europa. Veja os possíveis adversários

Benfica, FC Porto e Sp. Braga são cabeças-de-série do sorteio dos 16 avos de segunda-feira. Sporting pode apanhar equipas mais complicadas por estar no outro pote. Portugal tem nove treinadores nas provas europeias. Um recorde.

Portugal vai ter quatro representantes nos 16 avos-de-final da Liga Europa, com o FC Porto a juntar-se nesta quinta-feira ao Sp. Braga e ao Sporting, equipas que já estavam apuradas, e também ao Benfica, que transitou da Champions por ter ficado no terceiro lugar do seu grupo. Os dragões, de uma situação de aflitos, venceram o Feyenoord e conseguiram garantir o estatuto de cabeça-de-série no sorteio de segunda-feira, juntamente com Benfica e Sp. Braga. Portugal é o país mais representado nesta fase da prova e, tal como na edição da competição de 2010-11, volta a ter os três grandes nesta ronda do torneio.

Além de ser o país mais representado, Portugal tem mais um motivo para se orgulhar, pois contabilizando com José Mourinho (Tottenham) na Champions, nenhum outro país tem tantos treinadores nas duas provas europeias. Além do Special One, há mais oito técnicos nos 16 avos da Liga Europa: Silas (Sporting); Sérgio Conceição (FC Porto); Bruno Lage (Benfica); Paulo Fonseca (Roma); Luís Castro (Shakhtar Donetsk); Pedro Martins (Olympiacos); Nuno Espírito Santo (Wolverhampton) e Ricardo Sá Pinto (Sp. Braga). Um recorde, pois até hoje o máximo tinham sido oito nesta fase.

O FC Porto precisava de vencer nesta quinta-feira o Feyenoord para garantir pela quarta vez no seu historial um lugar nos 16 avos da Liga Europa, competição que venceu na temporada 2010-11, depois de bater na final o Sp. Braga. A equipa de Sérgio Conceição cumpriu a missão, venceu os holandeses no Dragão por 3-2, e ainda beneficiou do empate do Rangers com o Young Boys para garantir o primeiro lugar do grupo G e consequentemente o estatuto de cabeça-de-série no sorteio de segunda-feira.

Sporting e Sp. Braga já estavam apurados, mas só nesta quinta-feira ficaram definidas as posições no respetivos grupos. Os arsenalistas, que eram líderes do grupo K à entrada para a última jornada, mantiveram a primeira posição com uma vitória na Eslováquia por 4-2, diante do Slovan Bratislava, e assim são, juntamente com o Benfica, cabeças-de-série no sorteio. No mesmo agrupamento, o Wolverhampton de Nuno Espírito Santo ficou no segundo lugar, apesar da goleada por 4-0 ao Besiktas, com três golos do português Diogo Jota.

Já o Sporting foi derrotado na deslocação à Áustria, perdendo por 3-0 com o LASK Linz, um resultado que deixou os leões na segunda posição do grupo D, o que significa que no sorteio vão ficar de fora do pote dos cabeças-de-série, logo têm grandes probabilidades de apanhar um adversário complicado.

O Vitória de Guimarães também jogou nesta quinta-feira, mas neste caso apenas pela honra, pois já estava fora das contas e sem possibilidades matemáticas de se apurar. Os vitorianos, contudo, despediram-se em beleza da prova, com uma vitória na Alemanha, diante do Eintracht Frankfurt, dos portugueses André Silva e Gonçalo Paciência, por 2-3.

Os possíveis adversários e os potes

À partida, Benfica, FC Porto e Sp. Braga, por estarem incluídos no lote de cabeças-de-série, poderão ter teoricamente adversários mais fáceis no sorteio que se realiza na segunda-feira em Nyon, na Suíça. Mas há equipas a evitar, casos dos alemães do B. Leverkusen, Eintracht Frankfurt e Wolfsburgo, a Roma de Paulo Fonseca, o Shakhtar Donetsk de Luís Castro e o Wolverhampton de Nuno Espírito Santo.

Entre os adversários mais apetecíveis para o trio português que está no pote dos cabeças-de-série estão o APOEL, de Chipre, o FC Copenhaga, da Dinamarca, o Cluj, da Roménia, o Brugge, da Bélgica e o Ludogorets, da Bulgária.

Já o Sporting terá de ter mais sorte para escapar aos tubarões, pois terá pela frente uma das equipas do pote dos cabeças-de-série (não pode cruzar-se com as outras equipas portuguesas). E não faltam adversários complicados, a começar pelo Inter Milão, o Ajax, o Sevilha, o Arsenal e o Manchester United. As equipas teoricamente mais acessíveis seriam o Malmö, da Suécia, o Gent, da Bélgica, e o Basileia, da Suíça.

Cabeças-de-série

Benfica*
Ajax*
RB Salzburgo*
Inter Milão*
Sevilha
Celtic
Espanyol
LASK Linz
Malmö
Basileia
Arsenal
FC Porto
Basaksehir
Gent
Manchester United
Sp. Braga

Não cabeças-de-série

Bayer Leverkusen*
Shakhtar Donetsk*
Club Brugge*
Olympiacos*
APOEL Nicósia
FC Copenhaga
Sporting
Getafe
Cluj
Eintracht Frankfurt
Roma
Wolfsburgo
AZ Alkmaar
Rangers
Wolverhampton
Ludogorets

* caíram da Liga dos Campeões

O sorteio dos 16 avos da Liga Europa realiza-se na segunda-feira, em Nyon, na Suíça, a partir do meio-dia. Participam no sorteio os 12 vencedores dos grupos e os 12 segundos classificados, além das oito equipas que transitaram da Liga dos Campeões após terem terminado no terceiro lugar dos seus agrupamentos.

Os clubes vão estar divididos em dois potes, com os 12 vencedores dos grupos (entre eles o Sp. Braga) e os quatro melhores terceiros classificados que caíram da Champions (Benfica incluído) no lote dos cabeças-de-série. No outro pote estão as restantes equipas (com FC Porto e Sporting). Entre os condicionalismos do sorteio de segunda-feira está o facto de, por exemplo, nenhuma equipa poder defrontar outra que tenha pertencido ao mesmo grupo da Liga Europa ou seja do mesmo país. As equipas portuguesas evitam-se assim automaticamente.

Os jogos da primeira mão dos 16 avos-de-final estão agendados para quinta-feira, dia 20 de fevereiro, com os segundos confrontos a 27 de fevereiro. O sorteio dos oitavos-de-final realiza-se a 28 de fevereiro.

Três equipas na Champions em 2020-21

O final da fase de grupos da Liga Europa trouxe ainda boas notícias para Portugal noutra vertente, já que ficou confirmado o sexto lugar do nosso país no ranking da UEFA, à frente da Rússia. Isto significa que Portugal vai passar a ter na temporada 2020-21 duas equipas com entrada direta na fase de grupos da Liga dos Campeões e uma terceira nas pré-eliminatórias.

Este feito foi alcançado com a ajuda do Getafe, equipa espanhola dos arredores de Madrid, que venceu (3-0) e eliminou o Krasnodar da Liga Europa, o que significa que a Rússia não pode somar mais pontos para o ranking e ultrapassar Portugal pelo simples motivo de que ficou sem representantes nas provais europeias.

Dos seis emblemas que começaram esta época nas provas europeias, o Arsenal Tula e o Spartak Moscovo não passaram das pré-eliminatórias da Liga Europa; Zenit e Lokomotiv foram últimos nos respetivos grupos da Liga dos Campeões, e, depois do CSKA Moscovo, o Krasnodar também caiu da Liga Europa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG