Exclusivo Tão novo e já tão morto

O restaurante estava cheio mas lá nos conseguiram arranjar uma mesa num canto. No centro da sala e no outro extremo havia duas mesas corridas com jantares de Natal - barretes vermelhos e brancos, trocas de presentes e os sorrisos fingidos próprios da informalidade empresarial.

Já depois do bolo e do espumante, com os ânimos cada vez mais levantados, veio a empregada pedir alguma contenção... "Os outros clientes, desculpem, se pudessem falar um pouco mais baixo..."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG