Exclusivo Tailândia. Como tratar os sobreviventes da gruta? Devem ir à escola e jogar futebol

Psicólogos aconselham retomar, no ritmo possível, a normalidade e afirmam que a experiência de sobrevivência até "pode ser benéfica". Deve haver muita atenção aos pais - por norma ficam mais perturbados.

Se tudo correr bem no salvamento total do grupo, a experiência vivida pelos 12 adolescentes tailandeses "pode trazer aprendizagens positivas" e "até ser benéfica em termos de formação de personalidade", dizem ao DN psicólogas especialistas em situações de stress pós-traumático e comportamentos em situações adversas. Será decisivo um acompanhamento psicológico nos próximos meses e grande atenção aos pais. Muitas vezes ficam mais perturbados mas não devem impedir o regresso, ao ritmo possível, à normalidade destes jovens. Ir à escola, estar com os amigos e fazer o que mais gostam e os unia no dia 23 de junho: jogar futebol.

"Seguramente que foi uma experiência marcante na vida destas crianças, mas se tudo correr bem pode trazer aprendizagens positivas. Mais tarde vão compreender quanto a vida deles esteve em perigo. Os seres humanos são resilientes e esta experiência de sobrevivência pode torná-los mais fortes", disse Ângela Maia, vice-presidente da Escola de Psicologia da Universidade do Minho, especializada em situações adversas e stress pós-traumático.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG