Premium Mais quatro anos de Pinto da Costa. Futuros candidatos? "Que apareçam na altura certa"

O mítico presidente do FC Porto vai recandidatar-se à liderança... novamente. O que é que o continua a fazer correr, aos 81 anos? Os elogios dos seus e as razões por que vai para o seu 15º mandato.

Jorge Nuno Pinto da Costa completa 82 anos a 28 de dezembro mas sente-se com forças para mais um mandato à frente dos destinos do FC Porto, o 15.º desde que foi eleito pela primeira vez, em 1982. O sufrágio deverá realizar-se apenas em abril e não se conhecem movimentações para uma eventual oposição, mas é já a possível sucessão que tem dado que falar, com nomes como André Villas-Boas e Vítor Baía a manifestarem vontade de fazer parte do futuro do clube quando o atual líder abandonar o cargo.

A Comissão de Apoio à Candidatura de Pinto da Costa formalizou a recandidatura, subscrita em assinaturas por nomes como o próprio André-Villas Boas, António Oliveira e Rui Moreira. Os principais desafios para os próximos quatro anos de mandato, "na sua esmagadora maioria, são sempre os mesmos: ter as melhores classificações no futebol e nas restantes modalidades", diz o antigo dirigente portista Guilherme Aguiar. "Periodicamente, tem alguns desafios, como os casos do Estádio do Dragão e do Dragão Caixa. O desafio do próximo mandato, julgo eu, deverá ser a construção de um centro de formação, mas será sempre a nível inferior ao dos resultados desportivos", vaticinou o atual vereador da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Espanha

Bolas de aço, berlindes, fisgas e ácido. Jovens lançaram o caos na Catalunha

Eram jovens, alguns quase adultos, outros mais adolescentes, deixaram a Catalunha em estado de sítio. Segundo a polícia, atuaram organizadamente e estavam bem treinados. José Manuel Anes, especialista português em segurança e criminalidade, acredita que pertenciam aos grupos anarquistas que têm como causa "a destruição e o caos" e não a luta independentista.