Cristian Georgescu chegou a Portugal a 1 de maio de 2010. Nove anos depois, não esquece a família na
Premium

inclusão

Cristian traficou droga, viveu na prisão e foi sem-abrigo. Agora ajuda os que precisam

Em 2010, deixou a Roménia, a mãe e a filha - que ainda moram no bairro que o viu nascer, traficar droga, ir para a prisão e consumir. No Porto acreditou que seria diferente, mas voltou a consumir, roubou e viveu na rua. Um dia alguém o ajudou a mudar de vida. Hoje, é ele que faz isso, através da associação que criou, Saber Compreender.

Cristian Georgescu saiu da Roménia para não morrer. Hoje, quase aos 41 anos, aonde quer que vá, seja à rua, a faculdades, a colóquios ou a reuniões com instituições, tem uma história para contar: a dele. A história de um cigano romeno, que nasceu num bairro de Bucareste, "estilo Pasteleira no Porto", no seio de uma família grande, que construiu o sonho de fazer o mesmo, mas a quem a vida deu um destino diferente.

Ele traficou droga, soube o que era a prisão, deixou-se apanhar pelo vício, quando pensava que não era possível, e conseguiu deixá-lo, primeiro por algum tempo, agora já há anos. Quando chegou ao Porto, com o irmão mais velho e dois amigos, achou, mais uma vez, que seria diferente. Não foi. O irmão regressou à Roménia, ele quis ficar. Acabou na rua, a dormir em São Bento, e a consumir todo o tipo de drogas.

Ler mais

Exclusivos