Premium Portugal é o terceiro país da Europa com mais presos por crime rodoviário

Os reclusos por crimes relacionados com o Código da Estrada, nos quais avulta a condução sem carta, são 10,1% do total nas prisões portuguesas. Muito acima da percentagem de presos por violência doméstica (2,57%), violação (1,8%) ou ofensa à integridade física (3,2%). Na Europa só dois países apresentam percentagem superior de presos por crimes rodoviários.

A 31 de dezembro de 2017, havia nas prisões portuguesas 1148 pessoas a cumprir pena por crimes rodoviários. A maioria - 795 - por conduzir sem carta; os outros por condução sob estado de embriaguez ou sob a influência de estupefacientes ou substâncias psicotrópicas (233) e por condução perigosa (120).

Com 10,1% da população prisional condenada por estes crimes - que não incluem homicídio por negligência ou ofensas à integridade física relacionados com acidente de viação - Portugal só fica, na Europa, atrás da Bulgária (15,5%) e da Islândia (16,7%), empatando com a Letónia. De acordo com o SPACE, relatório anual do Conselho da Europa sobre prisões, divulgado na terça-feira, a percentagem média de presos por crimes rodoviários no total dos países europeus é de 4,3%, menos de metade da portuguesa.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG