Exclusivo Médicos: o aluno da mulher de Salgueiro Maia é um dos mais influentes do mundo

João de Deus acaba de ser eleito presidente da Federação Europeia de Médicos Assalariados e reconhece que ter sido considerado uma das personalidades mais influentes da área da saúde pode ajudar a abrir muitas portas.

Pós-revolução. No Liceu Nacional de Santarém, como em muitas escolas de todo o país, o calor ideológico e as portas escancaradas para um país novo mobilizam até os alunos mais novos. É este o ambiente de meados da década de 1970 que marca João de Deus, um jovem com raízes alentejanas e uma pesada herança de nome, embora sem qualquer ligação de sangue ao autor da Cartilha Maternal. O futuro médico faz então parte, pela primeira vez, de uma associação de estudantes. Um mundo, o do associativismo, que nunca mais deixou. João de Deus, considerado um dos médicos mais influentes da saúde a nível mundial, acaba de ser eleito presidente da Federação Europeia de Médicos Assalariados (FEMS).

Associação de estudantes do Liceu Nacional de Santarém, associação de estudantes da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa, Sindicato Independente dos Médicos, Ordem dos Médicos, Associação Europeia dos Médicos Hospitalares e agora a FEMS. São cerca de 40 anos de associações e cargos, acumulados com a especialização e as consultas de oftalmologia. Uma cronologia que começa nesse momento inicial - muito próximo do outro "dia inicial inteiro e limpo" - marcado não só pelo turbilhão revolucionário, mas também pela figura de um dos ícones do 25 de Abril. "A minha professora de Matemática no Liceu Nacional de Santarém era a Natércia Maia, mulher do Salgueiro Maia. Há que dizer que a política ficava sempre fora da sala de aula, mas nessa altura pude conhecer o Salgueiro Maia, o que naquela fase tinha grande impacto num jovem."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG