Premium Como uma lei tornou os EUA a maior potência do futebol feminino

Emenda Title IX, de 1972, proibiu a discriminação de género nos programas escolares. Americanas lutam neste domingo pelo quarto título mundial.

A seleção de futebol feminino dos Estados Unidos entra neste domingo (16.00, em Lyon) em campo para tentar, frente à Holanda, conquistar o quarto título de campeã do mundo e assim consolidar o domínio na modalidade, que é também comprovado pelas quatro medalhas de ouro olímpicas em seis participações e pelas oito vezes, em dez edições, em que venceu a Gold Cup, competição que apura a melhor equipa da América do Norte, Central e Caraíbas (Concacaf).

As americanas chegaram à final em cinco das oito edições do Campeonato do Mundo, tendo ficado em terceiro lugar nos outros três torneios. Um registo impressionante que contrasta com o fraco palmarés do país no futebol masculino, que nunca conseguiu atingir altos patamares a nível mundial, não tendo igualmente grande popularidade no país.

Ler mais

Exclusivos