Bryan Adams: de volta ao Portugal onde foi feliz

Bryan Adams está de regresso a Portugal para apresentar ao vivo, esta sexta-feira, no Altice Arena, o novo disco Shine a Light. No público, como habitualmente, estará o cantor português João Pedro Pais, que há muito mantém uma relação de amizade com o guitarrista Keith Scott, responsável por alguns dos riffs mais conhecidos do músico canadiano.

Reza a lenda que um dos maiores êxitos de Bryan Adams, Summer of 69, terá sido inspirado pelos tempos queo músico canadiano, então ainda um pré-adolescente, passou em Cascais, algures na viragem das décadas de 1960 e 1970, quando o pai, Conrad Adams, desempenhou funções de adido na Embaixada do Canadá em Lisboa. Verdade ou não, a realidade é que a ligação de Bryan Adams ao país que pela primeira vez lhe deu um primeiro lugar do top (em 1984, com o histórico álbum Reckless) é bastante forte, como o próprio já assumiu várias vezes - depois disso já atingiu o primeiro lugar dos tops em mais de 40 países e vendeu mais de 65 milhões de álbuns em todo o mundo.

Razões mais do que suficientes para, em 2003, ter convidado o português João Pedro Pais para fazer as primeiras partes dos seus espetáculos na Península Ibérica. "Essas tours não acontecem por acaso, porque ninguém impinge um artista desconhecido português a uma estrela da dimensão do Bryan Adams. Terá decerto havido conversas por parte das editoras e das agências, mas ele é que terá tido a última palavra", conta João Pedro Pais, à época, segundo o próprio, ainda "um artista em início de carreira", que de repente se via assim lançado às feras.

O próprio convite acabaria por ser uma espécie de convite envenenado, pois as despesas de deslocação ficavam todas a cargo do músico português, que viajava acompanhado de uma comitiva de 13 pessoas. "Na altura, os bilhetes de avião eram muito caros, o que tornava o investimento incomportável. A solução passou por alugar um tourbus." Mesmo assim, o investimento foi de "cerca de 15 mil euros, uma verdadeira fortuna para a época".

O primeiro concerto foi em Barcelona e João Pedro Pais recorda-se de ter chegado no preciso momento em Bryan Adams se encontrava em palco, a fazer o ensaio de som. "Ainda não tinha muita experiência e estava muito ansioso e nervoso, especialmente porque nos tinha sido dito que não podíamos, de forma alguma, importunar o artista", sublinha. Outra preocupação era a forma como se iria apresentar ao público espanhol, se em nome próprio ou como um grupo. "Ninguém me conhecia de lado nenhum, pelo que assumi o espetáculo como meu, apesar da presença da banda", lembra.

Depois de Barcelona, seguiu-se Alicante e Madrid, antes de rumarem para Portugal - primeiro Porto e depois Lisboa - onde João Pedro Pais, apesar de todos os avisos, já estava tu cá, tu lá com a banda de Bryan Adams, que o batizou com a alcunha de "pequeno Springsteen".

Cerca de um ano depois, por intermédio do músico português Luís Jardim, que tocou, entre outros, com Rolling Stones, Coldplay, Seal ou o próprio Bryan Adams, João Pedro Pais foi para o Canadá gravar o disco Tudo Bem no estúdio de Bryan Adams, onde reencontrou o guitarrista Keith Scott, de quem se tornou amigo pessoal. "É um dos melhores guitarristas de rock do mundo, responsável pelos riffs dos maiores êxitos de Bryan Adams. Desde então, já participou em três discos meus e esteve presente no concerto dos meus vinte anos de carreira, no Coliseu dos Recreios", elucida o músico português, que amanhã estará novamente no concerto da estrela canadiana, desta vez no lado do público, para voltar a abraçar o amigo e rever Bryan Adams, com quem mantém "uma relação muito cordial, mas mais devido a Keith", reconhece.

E, no final, espera poder oferecer a ambos um exemplar do novo álbum Confidências (de Um Homem Vulgar), editado em outubro. "Se há pessoa que me conhece, musicalmente e não só, é o Keith. Trata-se de alguém que acabou por se tornar uma influência muito forte em tudo aquilo que faço."

Bryan Adams
Altice Arena, Lisboa. 6 de dezembro, sexta-feira 21h. €40 a €70
Fórum Braga. 7 de dezembro, sábado 21h. €35 a €70

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG