Histórias felizes em Moçambique
Premium

Ciclone Idai

Histórias felizes em Moçambique

Ciclone Idai. A tragédia que devastou a província de Sofala, afetou 1,4 milhões de pessoas. Mas como sempre houve quem saísse ileso. Uns tiveram sorte, mas o que estes três casos mostram é que vale sempre a pena jogar pelo seguro.

No dia que se esperava ser o do ciclone, Adelaide Moreira dispensou os empregados, arrumou o que pôde na esplanada, fechou o restaurante, portas e portadas das janelas, e ficou à espera. Estava sozinha - o marido viajara -, eram 14.00 de quinta-feira, 14 de março, quando o tempo se agravou. E veio sempre a piorar. A grande árvore que tinha na esplanada caiu, arrancada pelas raízes. "Tive muito medo, as janelas começaram a abrir-se e não sei onde fui buscar tanta força para as fechar. Mas tinha o telefone, falava com o meu marido e com uma amiga, até que ficámos sem comunicações, eram 21.00. Pedi para virem buscar-me, mas já ninguém conseguia sair de casa. Fiquei sem saber o que fazer.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG