Exclusivo Trump ameaçou pôr o exército nas ruas. Militares não gostaram

Dois generais, antigos chefe do Pentágono e chefe de gabinete da administração Trump, saíram a terreiro para criticar o presidente.

Depois de em março se ter declarado presidente em tempo de guerra na luta contra a pandemia do coronavírus, Trump aplicou desta vez uma postura militar no combate aos protestos que decorreram em todos os estados do país. Uma tática que lhe valeu críticas de ex-generais (e de alguns republicanos) e uma crise com o atual secretário da Defesa, que pode estar com os dias contados no Pentágono.

Na quarta-feira, Donald Trump também voltou a ser alvo do sarcasmo de muitos nas redes sociais pelo facto de à volta da Casa Branca estar a ser colocada mais uma vedação. "Trump começou o seu mandato a prometer construir um muro para proteger os Estados Unidos do mundo. Termina a construir um muro para se proteger dos americanos", escreveu o jornalista do New York Times Nick Confessore.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG