Premium 70,5 milhões de euros. Clubes portugueses duplicaram comissões a empresários em 2019

Portugal é dos países que mais pagam em despesas de intermediação de transferências de futebolistas. Neste ano, foi quase metade do que os clubes gastaram em contratações. Comissão da transferência de João Félix (12 milhões) fez disparar o valor.

Os clubes portugueses pagaram um total de 70,5 milhões de euros em comissões a intermediários no âmbito de transferências internacionais de futebolistas no ano civil de 2019, ou seja, no mercado de janeiro (relativo à época 2018-19) e do verão (2019-20). A informação consta de um relatório publicado nesta quarta-feira pela FIFA, que detalha em pormenor os países mais gastadores no item específico de despesas de intermediação.

Ou seja, no espaço de um ano, este valor quase duplicou no futebol nacional, pois o mesmo relatório da FIFA, datado de dezembro de 2018, indicava que os clubes portugueses tinham pago 38,2 milhões de euros em comissões (24,7 milhões em contratações e 13,5 em vendas a outros clubes). O que significa que, num ano, esta despesa duplicou. Por outro lado, o valor pago em comissões a agentes é quase metade do que os clubes portugueses gastaram em contratações de jogadores no mesmo período - 164,3 milhões de euros.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG