Loucura de fim de Verão

A ameaça do fim do verão pode levar às maiores loucuras, e foi assim que neste fim de semana dei por mim a praticar o brunch num café do Intendente na companhia de alguns amigos. A rapariga que nos serviu era bonita, mas de parcas palavras, até que a minha amiga Vera resolveu perguntar-lhe se podia trazer torradas com mel. A moça arregalou os olhos e gemeu um ponto de interrogação.

- Uma torrada com mel, é possível?

Espanto, confusão, desespero, tudo em rápida sucessão nos olhos da rapariga.

- I'm sorry, work here three days, no portuguese, ok? Only what is on the menu!

E virou-nos as costas como se a tivéssemos insultado.

A Vera ficou sem as torradas, a moça ficou sem jeito e nós ficámos sem vontade de lá voltar.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Pedro Lains

Compreender Marques Mendes

Em Portugal, há recorrentemente espaço televisivo para políticos no activo comentarem notícias generalistas, uma especificidade no mundo desenvolvido. Trata-se de uma original mistura entre comentário político e espaço noticioso. Foquemos o caso mais saliente dos dias que correm para tentar perceber a razão dessa peculiaridade nacional. A conclusão é que ela não decorre da ignorância das audiências, da falta de especialistas sobre os temas comentados, ou da inexistência de jornalistas capazes. A principal razão é que este tipo de comentário serve acima de tudo uma forma de fazer política.