Exclusivo "Esta geração vai apanhar destroços de um Brexit que não queria"

Lara Spirit é um dos rostos de um grupo de jovens que faz lóbi no Reino Unido para a realização de um segundo referendo.

Lara Spirit tem 22 anos e fez um pausa no último ano do curso de Política e Relações Internacionais na Universidade de Cambridge para se dedicar a 100% à campanha Our Future, Our Choice (o nosso futuro, a nossa escolha). Liderada por jovens, a campanha nasceu há um ano e defende a realização de um novo referendo sobre o Brexit. Referendo é contudo uma palavra que Lara, copresidente, não usa na conversa com o DN, optando sempre por falar num "people's vote", isto é, "voto do povo".

Ainda há tempo para travar o Brexit?
Sim, ainda há tempo para termos um novo voto do povo, porque na realidade não houve qualquer progresso na direção de um verdadeiro acordo. Só tem havido insistência naquilo que o Parlamento britânico não quer e está a tornar-se mais claro que não há qualquer forma de a primeira-ministra conseguir um acordo antes de 29 de março. Ainda há dias, [o chefe da diplomacia] Jeremy Hunt disse que eles podem precisar de uma extensão do artigo 50, depois de o Parlamento ter rejeitado isso mesmo e o governo ter lutado com toda a sua força contra isso. Vir agora admitir que podem precisar de um adiamento é algo humilhante, mas era previsível, tendo em conta toda a incompetência. E são boas notícias para nós, porque, à medida que as opções vão saindo da mesa, aproximamo-nos mais da opção de um novo voto do povo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG