Portugal investe 6,6 milhões nos vinhos. EUA, Canadá e China são os maiores mercados

ViniPortugal pretende atingir mil milhões de euros em exportações em 2022. Planos de promoção internacional para o próximo ano são apresentados nesta quarta-feira.

No próximo ano, a ViniPortugal vai investir 6,6 milhões de euros na promoção da marca Vinhos de Portugal lá fora. Estados Unidos, Canadá e China levam a maior fatia do bolo - ao todo, são 2,8 milhões de euros.

"O objetivo é manter um grande esforço nestes três grandes mercados, que representam 40% do investimento total", adianta Jorge Monteiro, presidente da ViniPortugal. Mas também no Brasil, o quarto mercado mais importante, "apesar do comportamento errático pela sua situação económica e política".

Fora da União Europeia, mercados como Angola, Japão, Noruega, Coreia, Suíça, Rússia, México continuarão a ser uma aposta da ViniPortugal, tendo sido destinados 1,8 milhões de euros para a promoção dos seus vinhos nestas geografias.

Os dois milhões restantes serão investidos na União Europeia, sobretudo no Reino Unido e na Alemanha. "A definição dos mercados enquadra-se na estratégia, que é revista de três em três anos. Eu diria que em 2020 e 2021 serão estes os mercados. Pode haver é a redução do investimento num mercado em favor de outro."

Em 2018, Portugal ocupava o 9.º lugar no ranking mundial de países exportadores de vinhos, à frente de países como África do Sul e Argentina. Nesse ano, as exportações ultrapassaram os 803 milhões de euros, um aumento de 3% face a 2017. É objetivo da ViniPortugal que as exportações dos vinhos portugueses cheguem aos mil milhões de euros em 2022.

A alteração mais significativa na estratégia para 2020 é a aposta nos eventos de terceiros. "Estamos a passar de um quadro em que apostamos menos em eventos próprios, na promoção do vinho junto dos importadores, e mais em eventos de terceiros", explica Jorge Monteiro, que aponta o ainda necessário esforço para se chegar ao consumidor. O objetivo é "passar de uma estratégia em que estamos a empurrar o produto, para uma estratégia em que é o mercado a pedir esse produto".

O presidente da ViniPortugal destaca, nesta estratégia, a Prowein, que irá decorrer em março de 2020 em Dusseldorf, na Alemanha, "a maior feira mundial de vinhos, que representa 30% do investimento no mercado interno alargado".

A ViniPortugal realiza nesta quarta-feira o Fórum Anual dos Vinhos de Portugal, no Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha. Sob o mote
"A Sustentabilidade no Setor do Vinho", serão apresentados os dados mais recentes das exportações, tal como os planos setoriais de promoção internacional para o próximo ano, articulados entre a ViniPortugal e as entidades certificadoras.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG