Exclusivo Braço-de-ferro entre Boris Johnson e deputados sob a ameaça de eleições

O Reino Unido poderá estar a caminho das terceiras eleições gerais em quatro anos se os deputados conservadores votarem contra o seu líder.

Deputados de quase todos os partidos vão nesta terça-feira, dia da reabertura do Parlamento, tentar controlar a agenda e impedir, através de legislação, uma saída sem acordo. Além do mais vincula o primeiro-ministro a pedir mais um adiamento do Brexit se não houver acordo. A resposta de Boris Johnson será pedir eleições antecipadas.

Boris Johnson recebeu na segunda-feira os deputados conservadores nos jardins de Downing Street e, dentre estes, os ministros para uma reunião extraordinária do conselho. Ao longo das horas que antecederam estes encontros, surgiram ameaças a quem se juntasse aos partidos da oposição para legislar contra um Brexit sem acordo. Primeiro de expulsão do Partido Conservador, mais tarde de exclusão das listas nas próximas eleições. No final, o primeiro-ministro sai à rua e, numa mensagem que deveria ser endereçada ao país, é na realidade dirigida aos colegas de partido.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG